JollyRoger 80´s para as Massas

JollyRoger 80´s para as Massas

domingo, 4 de dezembro de 2016

Culto à personalidades é escravidão


Um dos maiores problemas da humanidade é a criação de líderes, mitos, salvadores. Sejam políticos, artísticos ou religiosos. O culto à personalidades, a idolatria, as cegueiras ideológicas são problemas sérios. E os militantes políticos (geralmente chatos, independente das boas intenções) têm assumido essa postura.
Demonstrar respeito e certa admiração por certas personalidades e considerá-las modelos de comportamento é diferente de se transformar num seguidor fanático. Mas o fraco sempre vai se sentir mais forte berrando o coro da multidão. Esquerda ou direita... estão todos na mesma direção.


O problema da criação de ''líderes''




Os reacionários, preconceituosos, propagadores de discursos paternalistas e defensores de supostos valores morais estão gritando muito alto, pois percebem que seu mundo está acabando. Muitos defendem a violência sem fazer mais uso de panos brancos cobrindo a face ou perfis falsos na internet. Talvez uma nova era de liberdade, conhecimento e caos saudável esteja chegando. Mas nunca faltam tijolos para se construírem muros. Portanto... cuidado! O problema é mundial. Os homens que odeiam possuem um vazio existencial tão grande e profundo que necessitam controlar tudo. Muitos desses ingressam na vida política. Política não deveria se misturar com religião. E políticos deveriam ser meros administradores, mas foram transformados em ''líderes''.

Não pense, vote!

"É hora da renovação. Me preparei durante todos esses anos pra cuidar de você. Você me conhece! Nossas propostas são saúde em primeiro lugar e educação integral. Basta de corrupção! Não pense, trabalhe! Pois o trabalho liberta! Pela família tradicional, pelo direito à tortura e alta cultura. Pelo respeito ao processo civilizatório da sociedade ocidental! Político é a profissão mais honesta e nunca antes na história desse país um político foi tão honesto quanto eu! Por isso, peço seu voto. Amém!"


YouTubers e seus "livros"


É interessante ver como as grandes livrarias comerciais estão investindo na venda de papel higiênico. Essa nova categoria de papel higiênico, apesar de bem mais cara que os papéis normais, está vendendo bastante. São papéis higiênicos encadernados com historinhas impressas, capas coloridas e visual divertido. Algumas dessas historinhas são escritas por celebridades do YouTube e outras figuras importantes da sociedade do espetáculo.


Um fato curioso é que as crianças e adolescentes estão agora colecionando os tais papéis higiênicos encadernados! O papel higiênico está sendo ressignificado pelas novas gerações, na medida em que, não estão sendo usados com sua finalidade primordial, mas sim sendo guardados nas estantes, como se fossem livros.

Hidras Macedônicas na política e religião


Há muito tempo escrevo criticando, tentando chamar atenção para os abusos de cretinos que se veem no direito de controlar os rumos da sociedade. Algumas dessas pessoas se organizaram em diversos grupos religiosos e começaram a espalhar sua palavra preconceituosa e suas verdades absolutas nos antigos cinemas de rua. Em poucos anos tomaram os horários da TV aberta, compraram redes de televisão, jornais, revistas.

Construíram seus templos e fortalezas e agora também são peças na complexa engrenagem da política. Seus tentáculos se fazem presentes em parcerias com o crime organizado, com milicianos, traficantes. Resumindo, é a Espada afiada cortando em nome da Cruz. Quanto mais poder alcançam, mais alto gritam, mais discórdia propagam em uma sociedade já tão diversificada e desunida. No entanto, a fala mansa também é uma das estratégias. 

Espero que a repulsa às palavras de ódio, preconceito, manipulação e falsa moral sejam as palavras de ordem da vez. Precisamos de respeito, solidariedade, cooperação! Não fé cega, obediência, ostentação e perseguição.

Não ao culto à líderes!


Exemplos e modelos de comportamento são necessários, mas não culto à líderes! Respeito sim, mas não fanatismo, idolatria e militância interesseira. O indivíduo não pensa direito quando se encontra na massa. Cuidado com o canto da sereia que vem dos microfones. Todo grupo sedento por poder tem a necessidade de delimitar inimigos para propagar seus ideais.


Não fique calado porque não demora muito para que a sua boca seja fechada. Sempre haverá uma bota pronta pra pisar no seu rosto. Não deixe que livros justifiquem a pisada da bota. Não consuma "líderes". Não cultue "líderes"! Fazem mal à saúde. Não acredite em salvadores da pátria. Uma sociedade saudável é feita com o trabalho diário de todos.

O Fascismo está vivo!


Uma das melhores partes do filme "Pink Floyd The Wall" é a sequência em que o personagem Pink (Bob Geldof) surge como um líder das massas (fazendo clara alusão ao nazismo). E começa a ordenar que os gays, judeus e outras minorias presentes sejam expulsas e agredidas.

Em seguida suas tropas (os Hammers) correm pela cidade quebrando lojas e atacando pessoas. Não impressiona mais que ditadores radicais do ''passado'' ainda sejam uma inspiração para políticos e demais "líderes" modernos. E pelas atitudes e opiniões de muitos políticos brasileiros percebemos como as ideias totalitárias ainda se fazem assustadoramente presentes.

Falsos profetas, falsas pessoas




Em uma época como a atual, onde a corrupção e o abuso ocorrem à nível planetário, as atitudes absurdas soam como normais e rotineiras. Por tudo isso, as pessoas de bom senso não devem se calar perante atos de violência, abuso de poder e covardia.
Porque sim, essas pessoas que pregam o ódio e incentivam a desagregação das pessoas têm medo, muito medo. Por terem medo, por serem covardes, acabam por vestir máscaras e tentam obter cada vez mais poder. No final, elas se apresentam como portadores de uma única verdade. Falsos profetas e falsas pessoas. Pretensos salvadores do caos criado por eles mesmos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...