JollyRoger 80´s para as Massas

JollyRoger 80´s para as Massas

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Poder, propaganda e ideologias nas Imagens


Ideologias podem estar a serviço de grupos poderosos e muito antes dos filmes todo tipo de manifestação artística realizada pelo homem foi utilizada com interesses específicos. O uso das formas de arte sempre foi usado para legitimar o poder de pessoas, grupos ou governos.

Imagens pictóricas, cartazes e quadrinhos além do cinema, sempre foram utilizados politicamente. Um aspecto muito importante nas últimas décadas foi e continua sendo a transposição para o cinema de muitas histórias em quadrinhos com viés ideológico.



Analogamente à proposta da pintura histórica têm-se as imagens de propaganda produzidas a partir de determinados contextos. A ilustração, o cartaz e os quadrinhos (comics) tornaram-se meios artísticos massificados e são Imagens como a pintura de Vernet * e as produções cinematográficas.

Todos podem estar dotados de ideologias a serviço de interesses estatais. A partir da segunda metade do século XIX foi possível a reprodução eficaz das imagens graças ao desenvolvimento da litografia.

O Cartaz apresenta-se como um perfeito exemplo de como imagens foram amplamente utilizadas na emissão de mensagens e de como estas devem ser consideradas fontes históricas de grande valor. Como características do Cartaz têm-se a harmonização entre a palavra (escrito) e a imagem, que devem se reforçar mutuamente no sentido de passar uma mensagem convincente.



A primeira idade de ouro do cartaz ocorreu na virada do século XIX para o XX, destacando-se a atuação de artistas modernos como Henri de Toulouse Lautrec. O período entre guerras teve fundamental importância para o desenvolvimento do cartaz. Muitos artistas vanguardistas dedicaram-se a produção deles como no caso do Construtivismo russo.



Seja em uma obra de arte como um quadro ou num filme para o cinema, o que suscita questionamentos é como a realidade foi representada. Essa representação pode estar à serviço de quem ou de que?




* Horace Vernet foi o pintor mais importante no contexto da pintura histórica. No quadro Prise de la Smala d´Ab el Kader, Vernet imortalizou uma batalha crucial para o enfraquecimento da resistência muçulmana na Argélia. Vernet que foi definido por Baudelaire como sendo um militar que pinta, por apresentar nessa obra um alto grau ideológico. 

Os quadros históricos têm em sua base os documentos da História, entretanto não retratam fielmente a realidade.



Clique na imagem para contemplar a obra de maneira mais satisfatória.


Aprenda a decifrar as imagens e a lê-las politicamente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...